Ketlen Vieira revela temor ao sentir lesão na costela: “Fui para o banheiro chorar”

Após vencer Cat Zingano, peso-galo lembra momento em que sentiu lesão em treino na semana anterior da luta

Ainda na entrevista em cima no octógono, Ketlen Vieira revelou que lutou com Cat Zingano no UFC 222 – e venceu na decisão dividida – com uma fratura na costela. Mais tarde, a peso-galo (até 61kg) da Nova União revelou detalhes da lesão e de como suportou a dor para estar na luta que abriu o card principal em Las Vegas, diante da experiente rival.

– Tinha momentos em que eu sentia bastante, mas procurava respirar fundo e pensar em toda a minha equipe que hoje mereceu muito essa vitória (…). No MMA não (havia lutado antes com lesão), mas no judô já lutei diversas vezes macucada, já lutei até com um braço. (A costela) está bastante dolorida agora que acabou a luta. Fiquei tomando anti-inflamatório para mascar a dor e junto com a adrenalina me ajudar a não sentir tanto dor – explicou aos jornalistas na T-Mobile Arena.

A lesão da manauara, hoje moradora do Rio de Janeiro, aconteceu na semana anterior à viagem para os Estados Unidos. Num primeiro momento, assim que sentiu a dor da lesão no treino, chegou a esconder o fato do treinador e líder da equipe André Pederneiras.

– Acho que faz dez dias. Foi na quarta-feira antes de vir para cá, no último treino comecei a sentir a costela e meu treinador até perguntou, mas eu disse que estava bem e fui para o banheiro chorar. Era meu último treino e tinha machucado. Ele conversou comigo e falou que ia dar certo, mas estava muito preocupada com isso, sabia que estava preparada fisicamente, mas meu maior medo era pegar uma pancada (no local) e não aguentar.

Ketlen Vieira tem dez vitórias em dez lutas e sonho com cinturão no próximo combate (Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC / Getty Images)

Ketlen Vieira tem dez vitórias em dez lutas e sonho com cinturão no próximo combate (Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC / Getty Images)

Após chegar à décima vitória na carreira – a quarta no Ultimate – e se manter invicta, Ketlen Vieira já pediu a chance pelo cinturão na próxima luta. Ao passar por Kelly Faszholz, Ashlee Evans-Smith e Sara McMann antes da noite de sábado, a brasileira se vê credenciada para chegar ao topo.

– Quero sim na minha próxima luta no UFC estar disputando o cinturão, só quero o tempo de recuperar minha costela. Posso esperar pela vencedora de Amanda x Raquel Pennington (…). Muito se falou na mídia (que se vencesse teria a chance pelo título), mas o UFC mesmo não falou nada apara mim. Mas venho de quatro vitórias em cima de lutadoras duríssimas, que já disputaram cinturão, em cima de uma que já ganhou de duas campeãs, de Miesha Tate e de Amanda Nunes. Acho que mereço, você não acha? – indagou ela ao jornalista que a questionou sobre o merecimento.

Ketlen não quis apontar para uma rival preferida numa possível disputa de título, mas avisou que o sonho está acima de qualquer sentimento por uma compatriota, lembrando que a campeã da divisão é a brasileira Amanda Nunes.

– Respeito muito a Amanda, mas meu sonho vem em primeiro lugar, e meu sonho é ser campeã. Quem sair vencedora vou estar muito bem preparada para enfrentar.

A brasileira viu a vitória sair numa decisão dividida com Cat Zingano (29-28, 28-29, 29-28), mas tinha ouvido dos treinadores que sua vitória era clara.

– Confio muito na minha equipe e meus treinadores. Meu treinador André Pederneiras falou que eu tinha ganhado a luta claramente. Então, quando falou que era dividida, fiquei um pouco assustada de darem para ela, não sei o que se passa na cabeça dos juízes – concluiu.

Combate.com Por Adriano Albuquerque, Evelyn Rodrigues e Marcelo Russio.