Com duas vitórias consecutivas no ACB Jiu-Jitsu, Luan Carvalho exalta organização: ‘É um prazer fazer parte’

Atleta da Nova União, Luan Carvalho vem sendo um dos grandes destaques nos cards realizados pelo ACB Jiu-Jitsu. Em janeiro, no ACB JJ 10, o lutador, em confronto bem disputado, derrotou Marcelo Mafra na decisão unânime, em evento que foi realizado no final de janeiro. Já no último dia 3 de março, em Barcelona, na 11ª edição, o faixa-preta teve mais uma grande atuação e finalizou Daud Adaev com uma bonita chave de pé.

Em entrevista à TATAME, Luan falou sobre sua participação no ACB em São Paulo, onde enfrentou Mafra. O atleta comentou que o plano era sair vencedor do duelo por finalização, no entanto, ficou satisfeito com o triunfo na decisão dos árbitros, sendo vencer o foco.

“Eu queria mais, juro que eu treinei para finalizar. Mas luta é um imprevisto. Meu oponente (Marcelo Mafra) estava muito bem preparado também. O que eu pude fazer durante a luta eu fiz, que era impor o meu jogo, andar pra frente. Mas luta é luta, queria muito poder finalizar, mas a vitória veio de uma outra forma (decisão dos árbitros) e também tem um gosto bom”, disse Luan, que ressaltou a intensa disputa com Marcelo nos três rounds.

“Luta é um esporte de contato, acaba machucando. Então, toda vez que eu ia fazer pegada, ele dava um tapa e acabava bloqueando. Esse tapa era para cima e ia em direção ao rosto dele. Lógico que eu jamais vou querer machucar o meu oponente, não é do meu estilo. Não é da minha índole, meu estilo. Eu fico preocupado com o oponente, não gosto de machucar ninguém. A todo momento eu me desculpava, para não ter nenhum mal entendido”, afirmou o atleta, que destacou o grandioso card organizado para o ACB JJ 10.

“Com certeza (foi o maior card da história do Jiu-Jitsu). Um evento dessa magnitude, que conseguiu reunir os maiores do mundo. É um prazer enorme ter feito parte desse show”.

Por Yago Rédua | Tatame.com.br

One thought on “Com duas vitórias consecutivas no ACB Jiu-Jitsu, Luan Carvalho exalta organização: ‘É um prazer fazer parte’

  1. Genericcialis says:

    concordo q dói para um pai ou uma mãe chegar na escola e ver seu filho machucado porem, os meus c machucam as vezes em casa, sob os nossos cuidados, e olha q só tenho dois pra cuida, imagina em uma escola aonde tem um monte. outro grande erro da nossa legislação é a inclusão. criança especial, tem q ser cuidada em uma escola para crianças especiaisacho bacana essa questão da inclusão, só q o nosso pais não esta preparado para isso, crianças especiais merecem cuidados especiaisacha q as escolas tem essa capacidade?

Comentários não permitidos.